Kalanchoe

Kalanchoe Blossfeldiana

Outras Especificações:

Características: É uma planta suculenta*, ereta, muito florífera, originária de Madagascar, também é conhecida como “gordinha” em virtude de suas folhas carnudas. Muito cultivada em vasos e jardineiras, mas também usada para compor bordaduras ou conjuntos isolados em jardins ensolarados.

Porte: Atinge em média de 20 a 30 cm de altura.

Ciclo de vida: Perene, sua floração dura em média por 3 meses.

Flores: Planta rústica que produz abundante floração, com as pequenas flores agrupadas em buquês, nas cores rosa, laranja, amarela e vermelha, dependendo da variedade, muito ornamentais e bastante duráveis.

Necessidades básicas:

Iluminação: É uma planta que precisa de muita luminosidade. Deve ser mantido em local externo, ou bem iluminado, deixando no período da manhã exposto ao Sol. Aprecia temperaturas amenas, mas não resiste a geadas. O clima adequado para o cultivo é o quente e úmido.

Rega: Gosta de solo moderadamente úmido. Recomenda-se regas duas vezes por semana. As regas no inverno devem ser espaçadas, pois o excesso pode provocar o apodrecimento das raízes.

Substrato: Aprecia solos ricos em composto orgânico e bem drenados. O ideal é o solo solto, poroso, drenado e rico em matéria orgânica. Uma boa opção é trabalhar com uma mistura de terra comum, uma parte de areia e outra de composto orgânico.

Adubação: Para estimular a floração, recomenda-se uma adubação anual com farinha de osso, torta de mamona e um fertilizante de fórmula NPK, com porcentagem maior em P (fósforo) NPK 4-14-8, todos podem ser encontrados em lojas de produtos para jardinagem e gardens centers.

 Cuidados:

Poda: A planta não exige podas complicadas, mas para manter o visual decorativo, retire as hastes à medida que as flores vão murchando, conservando assim a planta limpa e saudável.

Método de propagação ou replante: A formação de novas mudas ocorre por sementes. Para obter novas plantas a partir de um vaso de kalanchoe, é só usar os brotos que surgem nas bordas das folhas adultas. A multiplicação por estacas e por folhas não resulta em mudas perfeitas.

Dados extras: Suportam ambiente interno, desde que receba luz direta do Sol algumas horas por dia. Quando plantada em vaso, dificilmente florescerá uma segunda vez. Após o declínio da florada inicial, deve ser tratada como planta anual, com a formação de novas mudas por semente.

É uma planta razoavelmente rústica e se as suas necessidades básicas forem atendidas, dificilmente surgirão problemas como ataque de pragas ou doenças. Para que o kalanchoe cresça forte e produza folhas com um leve tom avermelhado, devemos tentar reproduzir as condições de seu ambiente de origem, ou seja, colocar o vaso onde possa receber sol e vento.

Dicas: Mesmo não estando florido, o kalanchoe é de grande valor ornamental, pois suas folhas permanecem bonitas durante todo o ano e, recebendo boas doses de luz solar direta, adquirem um tom avermelhado, criando um efeito interessante em jardins ou floreiras.

* Plantas suculentas são aquelas que armazenam água em suas hastes ou folhas. O formato das folhas varia bastante: existem suculentas com folhas grossas e carnudas (ex: Cotyledon undulata e Crassula arborescens) e também as de folhas finas estreitas, como as da Euphorbia milli, popularmente conhecida como coroa de Cristo.