CACTUS OPUNTIA SUBULATA P09

CACTUS OPUNTIA SUBULATA P09

Outras Especificações:

Nome Científico: Família Cactaceae.

 

Nome Popular: Existem muitas variedades.

 

Características: Plantas suculentas de aspecto rústico, originária de regiões secas de clima agreste. Muitas espécies são recobertas de espinhos eretos ou curvos.

 

Porte: Seu porte depende da espécie. Há cactos arbustivos que chegam a atingir 10 metros. Outras espécies têm porte menor, de 20 a 30 centímetros. E há ainda os mini-cactos que chegam a medir apenas 5 centímetros.

 

Ciclo de vida: A grande maioria possui ciclo de vida perene. Dependendo da espécie pode variar de 5 a 200 anos!

 

Necessidades básicas:

Iluminação: Alta luminosidade, cactos adultos podem ficar a pleno sol, porém na época da floração, deve-se evitar o Sol direto.

 

Rega: A rega não deve ser em excesso. Deve ser regado uma vez por semana no verão, e no inverno 1 vez por mês. Se o cacto for de pequeno porte, a rega deve ser a mínima possível. Para um mini cactos uma colher de sopa de água por semana basta.

 

Substrato: O ideal são solos arenosos. Pode ser utilizada uma mistura de 30% areia, 30% terra vegetal e 30% terra comum.

 

Adubação: Misture na água das regas NPK 15-15-20. Dois gramas por litro de água. Isso deve ser feito a cada 3 meses.

 

Cuidados:

Poda: Não há necessidade.

 

 

 

Método de propagação ou replante: Destaque uma de suas “folhas”, sempre com uma pinça para evitar o contato com os espinhos. Deixe um dia descansando para que o corte se seque e então plante num vaso contendo o substrato indicado para cactos.

 

Dados extras: Á medida que os cactos se tornam grandes demais para o tamanho do vaso, ou suas raízes já estão até escapando pelo furo de drenagem, é hora de trocar de recipiente.

Se houver espinhos, enrole a base da planta com um jornal para proteger as mãos.

1-Pressione o furo de drenagem no embaixo do vaso, com um bastão, empurrando o cascalho até a planta se soltar.

2-Prepare então, o novo vaso com uma camada de pedriscos, e uma outra de substrato a base de partes iguais de terra comum de jardim, terra vegetal e areia.

3-A última camada de pedriscos é importante para evitar que as regas apodreçam a base do caule.

4-Ao Mudar de vaso não é preciso exagerar no tamanho do vaso: 2 a 4cm de sobra entre a planta e a borda do vaso são suficientes.

Pragas:

As pragas devem ser removidas manualmente com cotonete embebidos em álcool. No entanto, por serem bastante suscetíveis a pragas, muitas vezes o uso de inseticidas químicos faz-se necessário. É importante lembrar que se deve seguir sempre as instruções do fabricante do produto. Este tipo de inseticida pode ser encontrado em hipermercados e lojas de jardinagem.